segunda-feira, 6 de abril de 2009

IBGE divulga queda no setor têxtil



Recebi semana passada a newsletter do portal UseFashion e achei bem interessante os dados do IBGE, relatando que houve queda de 17,48% nos setores de indumentária e acessórios em couro. Sinal que a crise já atingiu o Brasil também no mercado da moda. Agora uso a frase do ilustríssimo senhor presidente, "povo brasileiro não se preocupem que a crise é somente uma marolinha"!!!

Reprodução da matéria veiculada no UseFashion:

Indústria de moda registra retração
IBGE divulga quedas nos setores de têxtil, vestuário, acessórios, calçados e artigos de couro
02/04/2009


A produção industrial de produtos relacionados à moda apresentou queda em fevereiro, segundo dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Calçados e artigos de couro apresentaram retração de 20,67% em fevereiro, comparando com o mesmo período do ano passado. Vestuário e acessórios tiveram queda de 17,48% na produção, seguidos por têxtil, com redução de 16,27% no mês.
Considerando toda a indústria, a queda na produção nacional foi de 17% em fevereiro em relação a fevereiro passado. Vale lembrar que o mês de fevereiro de 2009 teve um dia útil a menos que fevereiro de 2008.

Queda era prevista, afirma Abit

A queda na produção era esperada, segundo a assessoria de imprensa da Abit (Associação Brasileira da Industria Têxtil e de Confecção). “Sabe-se que será um ano mais complicado, pois as grandes potências mundiais diminuíram sua demanda e os excedentes asiáticos estão escorrendo pelo mundo. O mercado interno têxtil brasileiro é muito forte. Deixamos de importar alguns insumos, e estamos utilizando mais produtos nacionais”, informou.

Redução foi maior em bens duráveis

O setor de bens de consumo semiduráveis e não duráveis apresentou queda menor na produção em comparação com os bens de consumo duráveis, o que confirma projeção realizada pela UseFashion em matérias sobre a crise no final de 2008. Constituído por produtos como os de moda, o indicador caiu 3,3% em comparação a fevereiro de 2008. Bens de consumo duráveis recuaram 24,3%. A maior queda, no entanto, foi em bens de capital, com recuo de 24,4% no mês.

Por Lisie Venegas
Fotos: Divulgação


3 comentários:

Lauren disse...

é, tem muita grife famosa sobrevivendo a duras penas.

Eneida disse...

Fui ao shopping essa semana e gerentes e vendedoras comentaram que as vendas caíram muito nesse início de mês!
E lojas boas, hein!
Beijo!

por mim disse...

Pois é,todas já estão sentidndo.
bjs